Registro/Registo dos Museus Ibero-americanos

Registro/Registo de Museus Ibero-americanos
Registro/Registo de Museus Ibero-americanos

A criação do Registro/Registo de Museus Ibero-americanos, entendido como a base para a futura Rede Ibero-Americana de Museus, foi considerada uma necessidade primordial por parte do Programa Ibermuseus desde a Declaração da Cidade de Salvador de 2007.

O projeto pretende promover o conhecimento e a compreensão da diversidade dos museus da Ibero-América e, paralelamente, promover o intercâmbio de informações entre as administrações e profissionais competentes em matéria de museus, contribuindo para fomentar as redes de colaboração e o estabelecimento de estratégias comuns. Para isso, foi configurada uma base de informações sistematizada, consensual, comparável e avalizada institucionalmente por cada país, no âmbito da cooperação internacional e do Programa Ibermuseus.

Portanto, é uma ferramenta dirigida fundamentalmente para um público especializado, porque parte das informações estão disponíveis para consulta do público geral que deseje conhecer a situação dos museus da Ibero-América.

As mais de 9.000 instituições dos 22 países que formarão o registro/registo serão aquelas que, segundo cada legislação, regulamentação, critérios ou convenção nacional, são definidas como museus por parte de cada país, tudo isso dentro do marco acordado para o âmbito de Ibermuseus no Estatuto do Programa.

O ponto de partida do RMI foi estabelecido fazendo o consenso de um marco conceitual comum, sob o qual foram definidos tanto sua estrutura quanto seus conteúdos. A partir dos critérios instaurados, foi desenvolvida a ferramenta de informática que abriga o RMI e permite tanto sua consulta quando a atualização dos conteúdos por parte dos responsáveis de cada país e da OIM.