Curso de capacitação em Estudos de Público de Museus

A formação no âmbito dos estudos de público de museus constituiu o eixo central do primeiro curso desenvolvido graças à colaboração de várias linhas de ação do Programa Ibermuseus. As linhas de Formação e Capacitação e o Observatório Ibero-americano de Museus foram os responsáveis pela articulação do curso: Situação e desafios futuros para os Estudos de Públicos nos Museus Ibero-americanos: criação de redes de intercâmbio e cooperação sobre públicos de museus baseada no Sistema de Coletas de Dados do OIM. Em direção a um sistema unificado de caracterização de visitantes.

Com o Museu de América e o Museu do Traje como sedes, a formação foi ministrada pelas especialistas Eloísa Pérez Santos (Espanha), Doutora em Psicologia pela Universidade Complutense de Madri, que desenvolve uma atividade tripla – profissional, docente e de pesquisa – no campo dos estudos de público de museus e exposições há mais de 25 anos; e Leticia Pérez Castellanos (México), Mestre em Museologia pela Escola Nacional de Conservação, Restauração e Museografia (INAH, México) e estudante do doutorado em Ciências Antropológicas da Universidade Autônoma Metropolitana – Iztapalapa (UAM-I, México). Castellanos é professora investigadora na Pós-graduação em Museologia da ENCRyM, na linha de pesquisa estudos de públicos em sítios patrimoniais e museus.

O curso, dirigido a profissionais de museus cujo trabalho está diretamente relacionado com a atenção ao público, se concentrou em dotar os participantes de competências necessárias para planejar e executar ferramentas, programas, estratégias e análises vinculados à compreensão do público. Paralelamente, pretendeu-se impulsionar a realização de estudos de públicos em todos os países ibero-americanos, tomando como base o Sistema de Coleta de Dados de Públicos de Museus, desenvolvido pelo OIM.

Sesión del curso. Museo de América, Madrid (España).

Caso deseje se aprofundar sobre o conteúdo do curso, pode acessá-lo por meio dos links:

Programa