Linhas de ação

  1. A identificação, categorização e sistematização das diversas iniciativas de produção de informações relativas ao campo museal, visando futuras análises comparativas;
  2. Criação de um quadro conceitual comum para ser aplicado no âmbito do observatório;
  3. Criação de um sítio dentro do portal ibermuseus, destinado a comunicação e a difusão das ações do observatório;
  4. Construção de instrumentos de acompanhamento e avaliação para a gestão de museus tais como estudos de público, cadastros de museus e indicadores;
  5. Estimular programas de formação referentes à pesquisa, à gestão e à avaliação das práticas museais e sua relação com a sociedade;
  6. Formação de grupos de trabalho sobre os diferentes temas relativos à implantação e ao desenvolvimento do observatório;
  7. Realização de encontros periódicos sobre os temas relativos ao observatório.