Origem e desenvolvimento

A origem do Observatório Ibero-americano de Museus se deu no ano de 2007 quando foi celebrado o I Encontro Ibero-americano de Museus, em cuja Declaração da Cidade de Salvador (Bahia, Brasil) fica evidente o interesse por sua criação.

A partir deste momento, vários foram os encontros sobre a conveniência de criar um programa que investigue e proporcione o conhecimento da realidade do panorama dos museus nos países ibero-americanos. O processo culminou com a aprovação do documento de constituição do OIM durante a reunião do Conselho Intergovernamental de Ibermuseus em Santiago, no Chile (2009), momento em que também foram estabelecidas as linhas de atuação gerais do projeto.

O início das atividades do Observatório foi ratificada com a aprovação de seu Plano de atuação 2012-2013 durante a reunião do Comitê Intergovernamental de Ibermuseus de Sacramento (Uruguai). Este documento significou o ponto de partida para o desenvolvimento de projetos concretos, sob o amparo da colaboração de todos os países ibero-americanos. Esta cooperação intergovernamental é um dos sinais de identidade do Observatório, que está sendo avaliada nos sucessivos projetos e encontros desenvolvidos.

Outras informações: (pdfs para baixar)